quarta-feira, 9 de agosto de 2017

A era das redes sociais

     Vivenciamos atualmente a era das redes sociais, as pessoas estão cada vez mais conectados no mundo virtual e desconectados do mundo real é impressionante como algumas pessoas não conseguem se desgrudar do celular ou de qualquer outro dispositivo que permita a comunicação virtual. Essa nova era tem despertado nas pessoas comportamentos, creio eu, até então internalizados é de causar risos as atitudes de algumas pessoas nas redes sociais, pra se ter uma ideia sendo um pouco observador já é possível traçar o perfil de alguns usuários das redes sociais, por exemplo consegui selecionar os seguintes perfis: O primeiro é a aquela pessoa super popular nas redes sociais está sempre postando, emitindo opinião, nas fotos são só sorrisos, tem inúmeros "amigos virtuais", mas no mundo real simplesmente não dar um bom dia, amigos são raros e não tem opinião formada sobre nada. Temos o perfil cada momento uma foto esse é aquela pessoa que registra quase toda sua vida, seja ela intima ou profissional e posta nas redes, este perfil costuma postar fotos com as seguintes legendas: Chegando ao trabalho e  ainda coloca #meu trabalho # minha vida, reunião com o patrão, ou ainda no meu doce lar com minha amada esposa. Também temos o perfil amizade a vista são aquelas pessoas que vivem  declarando suas amizades na rede, parece que na cabeça desse tipo de pessoa soa pensamentos do tipo: É preciso que as pessoas vejam que eu sou amigo de fulano. Por fim temos o perfil desabafo esse é aquela pessoa que diante de uma situação de conflito seja ele pessoal ou profissional chega na rede e joga tudo no ventilador fala tudo nos mínimos detalhes e finaliza com essa frase épica "pronto falei". Tem outros perfis que ainda estou selecionando, mas o que tenho observado é que as redes sociais tem tornado as pessoas cada vez mais próximas virtualmente e distantes pessoalmente, também tem criado na minha opinião uma legião de idiotas, por exemplo não mim interessa sua opinião sobre política, futebol ou religião guarde-a pra você, eu não quero saber se você chegou ao trabalho, se está em reunião com o chefe ou se está em casa com sua mulher esses momentos fazem parte de sua vida profissional e pessoal não mim interessa saber, assim como também não quero saber se você é amigo de João, do Pedro ou do José suas amizades só desrespeita a você. Concluindo gente! Vivam mais o mundo real.
Autor: Vagner Soares

terça-feira, 18 de abril de 2017

A operação lava jato não mim impressiona!

Vejo com muito alarde os veículos de comunicação de nosso país noticiarem a operação lava jato como se fosse uma grande descoberta, ora qualquer pessoa com o mínimo de senso crítico sabe que a operação lava jato nada mais é do que o modo como o nosso sistema político funciona desde a redemocratização do nosso país, é triste  ter que afirmar isso, mas a política no Brasil é construída com trocas de favores entre políticos e os donos de grandes fortunas, seria muito ingênuo imaginar que uma empresa privada que busca incansavelmente o lucro doe milhões a um candidato e que não queira nada em troca. Muitos tentam generalizar dizendo que todo político é corrupto, não é bem assim existem políticos honestos o problema é que não dar pra ser político sem ser filiado a um partido e os partidos políticos fazem parte desse sistema corrupto e falido que está precisando urgentemente mudar. O cidadão brasileiro também deve começar a rever suas atitudes muitos ficam falando dos políticos, mas na primeira oportunidade se corrompem, corrupção não é só de grandes valores, vamos sermos mais honestos para termos o direito de cobrar honestidade. V.S.O

quarta-feira, 12 de abril de 2017

O mundo está cheio de falsos moralistas

É impressionante como certas pessoas têm a capacidade de demonstrar certos comportamentos que são alheios ao que ela realmente é, tem certos seres humanos aí que escrevem uma página inteira em redes sociais pregando tudo aquilo que ela não faz, tentando repassar um moralismo falso. As nossas palavras devem serem condizentes com nossos comportamentos não adianta nada pregar o que não faz, chega de hipocrisia e de besteiras nas redes sociais até parece que a gente não sabe quem é quem vamos ser mais tolerantes e amantes da verdade nada de ficar querendo ser a rainha ou rei do pedaço pois no fim a verdade sempre prevalece e contra fatos não há argumentos.

terça-feira, 11 de abril de 2017

A deseducação na educação.

A idéia de educação é muito abrangente e complexa é muito difícil definir de forma precisa o que realmente vem a ser educação, muitos pensam que educar é simplesmente ensinar ler e escrever, ensinar bons costumes e princípios éticos e morais aos alunos, na minha humilde e singela opinião a educação não é simplesmente isso ela vai muito além de meras definições simplistas, educar pressupõe repassar de forma consciente ou inconsciente certos comportamentos que serão internalizados pelos alunos de forma sistemática ou espontânea. Em muitos casos os professores exigem de seus alunos tudo aquilo que ele não pratica em sua vida de educador, exigem compromisso dos alunos, mas são totalmente descompromissados com a sua profissão, exigem respeito e em muitos casos são totalmente desrespeitosos com os alunos e até com os colegas de profissão, exigem bons exemplos, mas fora dos muros da escola se transforma num mau exemplo.

A escola no seu contexto pedagógico é o lugar onde o aluno deve ou deveria aprender princípios que nortearão seu caminhar ao longo de sua vida pessoal e profissional, mas a realidade mostra que a escola mais deseduca do que educa, seja pelos meios pedagógicos utilizados seja pelos exemplos comportamentais vivenciados pelos alunos no seio desta. Uma escola que promove ao mesmo patamar alunos compromissados e descompromissados não pode servir de exemplo. Os alunos de hoje serão a sociedade no futuro e é triste pensar que cada vez  mais teremos pessoas cada vez mais alienadas, descompromissadas mal educadas e carentes de conhecimentos. (V.S.O)

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

O poder

Essa palavra significa muito para algumas pessoas, todos diretamente ou indiretamente buscam alguma forma de poder, mas tem aquelas pessoas que não conseguem viver sem ele, fazem de tudo para tê-lo sacrifica o que tem o que não tem essas são aquelas pessoas pobres de espirito que vivem em função do materialismo e se esquecem do mais importante que é viver e viver bem, com paz no coração, com respeito as pessoas, ser feliz com o simples, com o pouco ... Mas os que almejam o poder não conseguem viver e sim sobreviver.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

A escola que queremos e a escola que temos.

Quem trabalha na área da educação principalmente na pública é conhecedor dos enormes problemas que esta enfrenta, nós educadores queremos uma escola emancipadora que forme o cidadão para a vida em sociedade, que saiba respeitar e ser respeitado, que não seja um mero objeto de manobra afinal a educação surge com esse ideal de tornar o ser humano livre da ignorância e consequentemente menos propício a ser enganado pelos abutres da sociedade. Mas infelizmente não é esta a educação que temos, a que temos é uma educação precária, ineficiente que nem forma e nem livra ninguém da ignorância os nossos gestores estão de língua calejada de tanto dizer que a educação deve ser prioridade em todo governo, mas na prática pouco fazem para que isso se torne realidade muitos são demagogos e dizem que a educação já mudou muito, mas mantém seus filhos estudando na escola privada. Queremos uma educação que faz com que os alunos se tornem questionadores da realidade por eles vivida e não uma educação do conformismo, queremos uma educação que valorize os mais capacitados independentemente de suas convicções políticas e não uma educação que beneficia os incompetentes, por fim queremos uma educação diferente da que temos em todos os aspectos.

segunda-feira, 14 de março de 2016

Mais importante do que se manifestar é saber o porquê de está se manifestando.

No Domingo  13 de Março de 2016 presenciamos pelos veículos de comunicação as manifestações pelo país, mas é importante fazermos uma analise crítica a respeito dessas manifestações pois mais importante do que se manifestar é saber se sua manifestação tem coerência, vamos aos fatos: Os manifestantes empunhavam bandeiras contra o PT, a presidente Dilma, o ex-presidente Lula e contra a corrupção e de apoio a operação Lava Jato e ao Juiz Sérgio Moro agora vamos analisar os fatos sem tomar partido por ninguém. Primeiro o PT não é o único partido que comete corrupção nesse país, segundo o governo não se resume apenas a presidente Dilma o governo é também a câmara dos deputados e o senado federal, pois são eles que criam e votam as leis, terceiro para pedirem a prisão do ex-presidente Lula é preciso que as acusações contra ele sejam confirmadas por meio de provas. Analisando mais criticamente ainda podemos observar que a maior manifestação foi em São Paulo Estado governado a quase 20 anos pelo principal partido de oposição o PSDB fazendo com que a manifestação se torne mais um ato político partidário do que um ato de manifestação democrática. Finalizando podemos fazer a seguinte reflexão: Os políticos estão onde estão por que foram eleitos por todos nós, eles estão lá pela a vontade da maioria, então quando nos manifestamos contra os políticos de certa forma estamos nos manifestando contra nós mesmos.